Muçulmanos/Árabes

No século VIII (ano de 711), os Árabes, também chamados de Muçulmanos ou Mouros, vindos do norte de África, invadiram a Península Ibérica pelo sul. Estes permaneceram mais de cinco séculos (711-1249) em grande parte do território que hoje é Portugal, onde deixaram muitos vestígios da sua cultura. Possuíam muitos conhecimentos científicos: de matemática, de astronomia, de arquitectura, de escultura, de poesia, de música, de medicina, de navegação. Dedicaram-se, principalmente, à construção de templos (mesquitas) e palácios, de que existem vestígios em Portugal. A agricultura também beneficiou muito com a presença dos Árabes. Com as novas técnicas de regadio puderam cultivar legumes e plantar árvores de fruto. Além de darem a conhecer processos de rega até aí desconhecidos – a nora, a picota, açude – também  generalizaram o uso de moinhos de vento. Cultivaram novas plantas que ainda hoje vemos nos nossos campos: laranjeira, limoeiro, amendoeira, figueira, alfarrobeira, meloeiro e provavelmente  arroz.   Também desenvolveram o cultivo da oliveira. Deram a conhecer o fabrico do papel e da pólvora. Há também na língua portuguesa cerca de 600 palavras que são de origem árabe. Algumas delas são fáceis de identificar porque começam por al. O nome de muitas terras portuguesas é também de origem árabe, como por exemplo: Silves, Loulé, Tavira, Évora, entre outros.

Por: Nuno Pereira

Deixe um comentário

Filed under Povos que habitaram a Península Ibérica

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s