D. João V “O magnânimo” – 1706-1750

Nasceu em Lisboa, em 1689. Era filho de D. Pedro II, a quem sucedeu, e de D. Maria Sofia de Neuburgo. Casou com D. Mariana de Áustria. D. João V tomou conta do governo aos 17 anos de idade. Recebeu uma educação cuidadosa para a sua missão de governante. Ao longo do seu reinado, de quase meio século, fizeram-se grandes realizações que beneficiaram a cultura artística, literária e científica. Por este motivo, D. João V foi cognominado de “O Magnânimo”. Faleceu em 1750 e jaz em S. Vicente de Fora.

No reinado de D. Pedro II, tinham sido descobertas, no Brasil, magníficas minas de ouro e diamantes. Com a abundância desse rendimento, parte do qual vinha para Portugal, D. João V pôde realizar importantes obras que contribuíram para o desenvolvimento das belas artes portuguesas. Mandou construir: O convento de Mafra, em que chegaram a trabalhar 50.000 pessoas (As suas torres possuem 114 sinos.); O Aqueduto das Águas Livres; A Igreja das Necessidades; A Basílica Patriarcal de Lisboa; A Casa da Moeda, etc. D. João V protegeu as letras, as ciências e as artes, fundando a Academia Real de História Portuguesa (1740), a Academia de Portugal em Roma, a Biblioteca da Universidade, em Coimbra, etc.

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under Reis da 4ª Dinastia

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s