D. João V “O magnânimo” – 1706-1750

Nasceu em Lisboa, em 1689. Era filho de D. Pedro II, a quem sucedeu, e de D. Maria Sofia de Neuburgo. Casou com D. Mariana de Áustria. D. João V tomou conta do governo aos 17 anos de idade. Recebeu uma educação cuidadosa para a sua missão de governante. Ao longo do seu reinado, de quase meio século, fizeram-se grandes realizações que beneficiaram a cultura artística, literária e científica. Por este motivo, D. João V foi cognominado de “O Magnânimo”. Faleceu em 1750 e jaz em S. Vicente de Fora.

No reinado de D. Pedro II, tinham sido descobertas, no Brasil, magníficas minas de ouro e diamantes. Com a abundância desse rendimento, parte do qual vinha para Portugal, D. João V pôde realizar importantes obras que contribuíram para o desenvolvimento das belas artes portuguesas. Mandou construir: O convento de Mafra, em que chegaram a trabalhar 50.000 pessoas (As suas torres possuem 114 sinos.); O Aqueduto das Águas Livres; A Igreja das Necessidades; A Basílica Patriarcal de Lisboa; A Casa da Moeda, etc. D. João V protegeu as letras, as ciências e as artes, fundando a Academia Real de História Portuguesa (1740), a Academia de Portugal em Roma, a Biblioteca da Universidade, em Coimbra, etc.

Deixe um comentário

Filed under Reis da 4ª Dinastia

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s